Everybody is “somebody’s somebody”

42-18715046

“Os laços que nos unem às vezes são impossíveis de explicar. Eles nos conectam até mesmo quando os laços deveriam ser quebrados. Alguns laços desafiam a distância… e tempo… e lógica. Porque alguns laços são simplesmente… o que eles são” . ( G.A – 5.08 )

Somos feitos de histórias, construídas em todos os tipos de lugares, de maneiras comuns ou inesperadas. Guardamos na alma mapas secretos de caminhos percorridos que escondem cicatrizes de velhas feridas (algumas que insistem em não curar). Provamos um pouco da tristeza e da alegria. Ganhamos na mesma medida que perdemos. Em algum momento nos conectamos com pessoas especiais, que enchem nossa vida de sentido. E quando menos esperamos, perdemos a capacidade de nos conectar… Rompimentos não são apenas físicos, corta-se uma conexão e pronto.  Não, ficamos órfãos, vazios, nos tornamos cadáveres desconectados de nossos “aparelhos” que nos ajudavam a “respirar”. Neste momento rompe-se o equilíbrio precário da vida. Mudos, nos tornamos capazes de falar mil coisas sem dizer uma só palavra, de guardar infinitos dias de agonia em apenas um olhar. A vida então fica assim, vazia de sentido, plena de paradoxos. A gente não embarca na vida dos outros impunemente e depois vai embora como se nada tivesse acontecido. Essa viagem, é sempre sem volta.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: